Sol, Lua

por Ana Karina Manson Um dia ela nasceu em outra vida e já não pode ser a mesma. Nunca mais. Seus olhos neblinaram e nunca mais viu o sol nascer nos azuis. Sorria, mesmo sem sol. A lua ainda iluminava suas noites insones. Já não sonhava futuro. Nascer sempre doía. Sangrava. E não se podeContinuar lendo “Sol, Lua”