Sala de Espera

–Mara Esteves “Ame o próximo como a ti mesmo” Mas quando é a minha vez? Se antes de me amar Há de cuidar da roupa para lavar, comida para preparar, Cuidar dos filhos, dos pais, do marido, da casa, do trabalho e de qualquer outra coisa que sempre grita mais urgência, movimento reverso das prioridadesContinuar lendo “Sala de Espera”

Presente do tempo

por Ana Karina Manson Faz-me companhia aquele que nem conheço, aquele que está longe e só ouço a voz. Nesses dias de relações restritas me ajuda a respirar aquele que está distante e de alguma forma toca minha mão. Sinto seus dedos se distanciarem. A cada passo só ouço o som dos meus sapatos, masContinuar lendo “Presente do tempo”

retrato de domingo

por Celane Tomaz dos dias que são retratos do ser. das sensações e percepções que nos traduzem. o domingo acordou assim, como sempre, no silêncio estendido. um despertar demorado, um cansaço invisível. outro tempo incontável ou um viver sem ele, que não nos obriga neste agora a uma razão ou um sentido. se respira, apenas.Continuar lendo “retrato de domingo”

um cheiro de tempo

Carolina Tomoi- oi. eu ia te ligar, mas pelo avançado das horas preferi escrever-te, é, aquela ideia que te dá no meio das facadas que você dá na cebola, no alho, no cheiro verde, seja qual for a preferência: salsa ou coentro, gosto dos dois, cada qual combinando com seu cada qual. tinha tanto nadaContinuar lendo “um cheiro de tempo”