Continho depressivo

… não quero mais sentir. Sentir é pesado. De hoje em diante só quero a palavra. Que é leve. Que flutua. Que repousa nos ouvidos. Que passa pelos olhos. Que leva o sentir. Carolina Tomoi- Levantava cheia de planos. Espreguiçava-se. Punha-se em pé. Abria a janela. Inspirava e expirava admirando aquele recomeço. Mas nem bemContinuar lendo “Continho depressivo”

Liberdade de viver

Jesuana Sampaio Ilustração: Pennen de Castro (artista cearense) “libertar” era uma palavra imensa, cheia de mistérios e dores”           “A liberdade ofende.” Clarice Lispector Aqui estou eu.Está é minha alma. Vês?Meu corpo sutil levita Em uma frequência desconhecida por mim. Sentes? Essa sou eu. Um ser à procura de um encontro espiritual Entre seres, universos.SeContinuar lendo “Liberdade de viver”

Além das janelas

Ana Karina Manson- Os alarmes desativados. O celular não despertaria – nem amanhã, nem nunca mais. A vida mudara e, como numa ficção cinematográfica, ninguém podia sair de casa. Ninguém sabia ao certo o que acontecia, mas aquele que saía, não voltava. Não aconteceu de um dia para o outro. Primeiros as pessoas receberam avisosContinuar lendo “Além das janelas”