Deus dos que matam os que tem fome.

-Mara Esteves 28 de fevereiro. Último dia de um mês que o ritual da catarse carnavalesca não veio. Sinto que sem o carnaval não há quaresma. Não há redenção e nem o equilíbrio entre o profano e o sagrado. Parece até que Deus nos abandonou. Ou pior, desistiu de nós. Custa muito acreditar que oContinuar lendo “Deus dos que matam os que tem fome.”

Júpiter

Raíssa Corso Padial- De dentro para fora essa luz expande O cristal flori E como candeeiro em escura caverna No céu a lua é cheia, desmembrando-se em minguar. Centralizado em linhas universais reina ele, o grande expansor. No mesmo signo, insígnia, casa minha zodiacal Expande mestre… Gigante a rodar em velocidades imperceptíveis e que aoContinuar lendo “Júpiter”