INTIMIDADE

 Elizabete Alves de Oliveira– Aceitei teu abraço quente e longo. Como criança pedi mais. Aceitei teu beijo molhado e calmo. Como o mar em noite de lua crescente Que beija areia E por ela, quase se deixa sufocar. Tua pele roçando a minha, com intimidade própria, De folha ao vento De perfume e flor DeContinuar lendo “INTIMIDADE”