Janelas

Por Jesuana Sampaio Caminham no teu rosto bonito os meus dedos na tentativa de gravar nas minhas digitais teus desejos. Encosto o meu terceiro olho no teu e a lua nos confidencia que está cheia em gêmeos. As janelas das nossas almas, abertas. Tanto encanto, tanto! Tanto que o balançador da praça foi nosso confidente,Continuar lendo “Janelas”

Cordiforme

Jesuana Sampaio Antes que mares revoltos me roubem a paz, eu quero navegar em teus beijos e brotar na tua boca um desejo de sempre. Talvez, assim, desejante de teus cheiros, eu, enfim, não fuja da entrega. Antes que o medo me paralise, eu quero arrepiar tua pele e alimentar de suspiros duradouros teus ouvidos.Continuar lendo “Cordiforme”