PAI?

Texto publicado originalmente em 13 de agosto de 2020. Celane Tomaz– Era junho e os velhos dias cinzas de outono renovavam as folhas e desbotavam o tempo. Minha mãe, sempre tão doce e amável, aguardava por tantos dias – azuis, alaranjados e cinzas – a vinda da família para a semana de visitas. Era umContinuar lendo “PAI?”

Fome de pai

Arlete Mendes – Era domingo, ou seria segunda? Fora do tempo regulado exclusivamente pelo trabalho, já não sabemos que dia exatamente é. São as bendições da quarentena. Estamos fazendo as refeições juntos, isto para nós significa debater assuntos polêmicos e lavar roupa suja, descobrimos que este é o momento mais adequado, porque se algo noContinuar lendo “Fome de pai”