Passo mal, mas estou bem

Juliana da Paz Até que dia ainda doer será a regra?Dia após dia me encolho dentro da máscara,Da casa,Da fome alheia.Não tenho conseguido gritarNem a felicidadeDe parir pureza e raça, Não combina com o cenário.É mais incongruenteQue borboletas no aquário.Me culpo por saberQue estou no lamaçal tóxicoE não me sujei ainda. Cadê as forças, cadê?Continuar lendo “Passo mal, mas estou bem”

Pequeno-grande amor

Ana Karina Manson Estavam na cama a menina de cinco anos e a mãe, quando a pequena sem a olhar disse “Mãe, o Tim Maia tem razão”. A mãe, como deve parecer óbvio, estranhou a afirmação da filha que falara como se conhecesse pessoalmente o Tim Maia, como se fosse alguém com quem tivesse conversadoContinuar lendo “Pequeno-grande amor”