Janelas

Por Jesuana Sampaio

Caminham no teu rosto bonito os meus dedos

na tentativa de gravar nas minhas digitais

teus desejos.

Encosto o meu terceiro olho no teu

e a lua nos confidencia que está cheia em gêmeos.

As janelas das nossas almas, abertas.

Tanto encanto, tanto!

Tanto que o balançador da praça foi nosso confidente,

e o meu perfume de benjoim do meu cangote clamou pelo teu cheiro.

Passeiam no teu rosto bonito os meus olhos

na tentativa de gravar nas minhas retinas tua essência.

Tanto encanto, tanto!

Tanto que as quintas-feiras nunca mais serão as mesmas

e a escadaria do cristo nos confidencia que a cidade dorme.

Tanto encanto, tanto!

Tanto que as minhas pupilas dilatam quando acarinho os teus cabelos,

E as janelas das nossas almas, abertas.

Música: O seu amor- Doces Bárbaros.

7 comentários em “Janelas

Deixe uma resposta para Jesuana Sampaio Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: