Chamado às inteirezas

Por Jesuana Sampaio

“Antes disso, nosso primeiro gesto” Raisa Christina (artista cearense) Acrílica sobre tela.

Te peço,

ama as minhas sombras.

Ama as minhas sombras porque as minhas luzes muitos hão de amar.

Te peço,

ama as minhas fraquezas.

Ama as minhas fraquezas, meu mau-humor matinal e

minha preguiça de acordar cedo, às vezes.

Te peço,

ama a minha solitude.

Ama a minha solitude e a minha forma estranha de ser.

Te peço,

ama a minha vaidade.

Ama a minha vaidade, meu ego inflado e

meu silêncio quando só quero a paz de não dizer nenhum verbo.

Te peço,

ama as minhas profundezas.

Ama as minhas profundezas

porque de rasos já basta a maioria dos homens.

Te peço,

ama as minhas demônias.

Ama as minhas demônias porque nem de longe quero ser santa.

Te peço,

ama a mim inteira.

Ama a mim inteira porque não consigo ser metade.

Não consigo só te oferecer metades.

Música: Faz um carnaval comigo ( Pedro Luís e Jade Baraldo)

4 comentários em “Chamado às inteirezas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: