Capitão do Mato

Quando o cordão se rebentou 

No solo são simplicidade 

Nasceu o amor 

Barro pó, Sertão 

Bahia, Minas Gerais 

Lendas de uma terra Antiga 

Que nem existe mais 

Perna de pau 

Capitão do mato 

Não joga mais capoeira 

Na ribeira 

Hoje brinca no asfalto 

Capitão de arei 

Curumim do mato 

Cabocla serei 

Miguilim descalço 

È como a solidão do mar 

Quando finda as ondas 

Na beira do cais 

Meu Sertão lindas  Veredas

Ha Dinorá !!! 

Um aboiado tão distante 

Que nem da pra escutar …..

 ( Quando meus pais se retiraram do Sertão 

   E rebentaram seu cordão nesta selva de pedras, gratidão meu Capitão do Mato e minha Cabocla Sereia ) 

2 comentários em “Capitão do Mato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: