devaneios

Carolina Tomoi –

cheirinho de bacon pela casa, bacon e alho. gargalhadinhas agudas de um cômodo quentinho. de outro quarto o silêncio. a solidão das interações sociais virtuais. de minha biblioteca ouço a jogatina pretensa aula de química.

da sala-solidão, Maria Betânia grita junto a mim ao fogão. devaneio.

“A liberdade está na dorrrrrr.”

sem enxergar muito bem rabisco meu caderno em meio ao cheiro de refogado das mãos cozinheiras.

“Aquela velha história amor…

A liberdade está na dor!”

nem sempre cheiro é cheiro, às vezes é dor. fe-dor. nem sempre a maria é Betânia, agora ela é RoRO.

as chamas me chamam e sei que em breve dois pequenos estômagos também. mas ainda há tempo para trocar um dos velhos cds e preencher os espaços vazios de taças e pulmões.

Ouça nossa voz: devaneios

música incidental: Angela RoRô, Fogueira, in: A Vida é mesmo assim, 1984.

9 comentários em “devaneios

    1. Que lindo Carol! Tua palavras narradas nesta pequena crônica exalam igual o tempero de tua cozinha, é ali e aqui no papel que se tempera a comida e que sacia o corpo e a alma.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: