Outra flor em náusea

Foto de Celane Tomaz

por Celane Tomaz

(singelo diálogo com A flor e a Náusea, de Carlos Drummond de Andrade)

as lágrimas de cada manhã
encharcam a secura desse tempo.
a terra agoniza e sangra
sob a chama e os violentos cortes
dos decretos- facões que a rasgam em silêncio.

a vida está sobre a mesa
farta de fatos, cálices cálidos.
homens jejuam a um deus criado
ajoelham-se sob o sol da intolerância.
enquanto uns comem o pão da injustiça,
outros bebem o leite da ganância.

irreconhecível é o teu,
o meu rosto
no meio da multidão.
imprudente são os olhos nos olhos
desprezo e repúdio ao toque das mãos.

vidas são estatísticas
sobrevivência é mercadoria.
aos homens livres
– presos em sua classe –
resta-lhes andar nas ruas da indiferença,
sobra-lhes dar o outro lado da face.

aos outros homens
basta de todos os dias
a vasta terra da impunidade,
a ausência da semente do mal.

resta ao apelos das ruas
as pedras nos caminhos,
os gritos
inaudíveis nas casas, debaixo das lonas
nos tantos cinzas das cidades vazias
– os ecos ouvidos atrás dos muros das distâncias.

outra flor
tenta nascer sobre o asfalto.
frágil muda em terra infértil
regada à saliva dos homens calados.

outra flor
nasceu no asfalto.
feia, disforme, fedida
desfalecida de tanta fadiga
enraizada no concreto do caos.

Ouça Nossa Voz: Outra flor em náusea.

Outra flor em náusea

4 comentários em “Outra flor em náusea

  1. Chega a dar um nó por dentro. Como é só doloroso essa sensação de impotência diante de coisas que “estão sobre a mesa”. Há de nascerem flores!!!!!
    Lindo poema!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: