ELAS SÃO MAIS QUE ELOS

Juliana da Paz –

 – No confronto com o mundo sempre há quem lhe socorra, não é?

 – Não. Nem sempre. Às vezes tive que me ver comigo mesma. Mas, na maioria das vezes tive uma, algumas, muitas mulheres ao meu redor que sempre ficaram e não fugiram. Que suportaram a tensão que causo, que me amaram apesar de tudo. Mas amar nem acho que seja o princípio de tudo isso, pois sei que não causo em tantas assim esse sentimento tão nobre e profundo. Olho e não vejo de imediato o que fez de tantas delas mãos acolhedoras em tantos momentos difíceis.  A força que me mostraram dentro de mim, a ideia de independência que plantaram em minhas ações, vivem a me sustentar.

Elas investigaram meus questionamentos, mesmo que de imediato tenham os pensado sem fundamento. Ainda que eu estivesse questionando seu método de trabalho que vem dando certo há tempos, quando é sua autoridade que disse não funcionar mais… E eu me sei. Sei quanto de caos trago em minhas palavras certeiras, mas elas são mais fortes que isso…

Elas sentaram e me ouviram, e muitas vezes, elas me escutaram tão seriamente que anos depois se lembraram de algo que falei, lembraram daquela frase que eu não mais recordava. Elas rompem preconceito de raça, etnia, idade.

Quantas com idades mais avançadas que a minha, com experiências múltiplas e variadas, que já fizeram tanta coisa e já criaram tanta gente que poderiam ter vivido sete vidas, pararam e me escutaram, me acolheram, me encorajaram, me deram bronca, me enfrentaram a sair faíscas, mas me acompanham de alguma forma.

Elas estão aqui. Elas são mais fortes que o caos, que as faíscas, que a mudança, que as transformações… Será que vem das sabenças da gestação? Eu as observo e me pergunto de onde vem tanta capacidade para recriar a si, as suas relações e a sua realidade…

E você que me lê, talvez me diga exagerada, pois está tão perto de tantas mulheres assim que já naturalizou sua existência. Seria como não observar mais a nutrição do feijão com arroz diário. Aquele que está em nossas vidas faz tanto tempo, que não nos surpreende mais. Elas estão em mim, de maneira tão íntima, tão forte e tão simples, que são mais que elos, são continuidade, são alicerce. São chazinho; benção; cafuné; abraços muitos; conversas nossas contadas às risadas em botecos; são discordâncias sérias que causam desconforto, mas que fazem refletir madrugada adentro; são ideias criativas, são fortaleza, lindas e de todo tamanho com todo tipo de beleza.

Ouça Nossa Voz: Elas são mais que elos.

Ouça nossa voz

15 comentários em “ELAS SÃO MAIS QUE ELOS

  1. Tocante ,falando um pouquinho de todas aquelas que participaram de nossa construção e que nos cercam no decorrer da vida e que fez e faz diferença por menor que seja a contribuição dessa troca, que nós possibilita a ouvir e ser ouvida,e assim refletimos e adiquirirmos sabedoria…
    .

    Curtido por 1 pessoa

  2. Parabéns Juliana, nesse texto você fala por todas nós, mulheres guerreira, batalhadoras, que não se curva diante dos obstáculos, mas sim que tira sempre ensinamentos e se fortalece diante dos mesmos.

    Curtir

  3. O que seria de nós sem esses elos? Condenadas a uma vida de maior opressão, maior desamor, maior fraqueza, maior desesperança. Não sei se estaria viva. Fui salva muitas vezes por cada uma dElas. Sou grata. Grata a ti que também és elo!

    Curtir

  4. texto me emociona, ha tempos nao vinha aqui, nao tinha forças.
    Mas quando visito e encontro textos como esses, compreendo o porque de estar

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: